Por , wikiparques

Seja sob ritmo do samba, do frevo ou das tradicionais marchinhas, nem todo mundo quer cair na folia de Carnaval. A alternativa é mais simples que parece. Longe do tumulto e da festa, os parques brasileiros são uma boa opção para quem só quer aproveitar o feriadão para descansar junto à natureza. O WikiParques fez uma lista com 6 opções de parques perto dos principais destinos carnavalescos do país. Confira:

Parque Nacional Chapada da Diamantina (BA)

As outras cores possíveis do carnaval na Bahia, na Chapada Diamantina. Foto: Guilherme Imbassahy

As outras cores possíveis do carnaval na Bahia, na Chapada Diamantina. Foto: Guilherme Imbassahy

 

Bahia com Carnaval é uma combinação quase indissolúvel. É possível, porém, deixar trios elétricos e das ruas lotadas de Salvador, sem precisar sair do território baiano. Localizado a cerca de 400 quilômetros de distância da capital baiana está o Parque Nacional Chapada da Diamantina. O parque garante mais de 150 mil hectares de tranquilidade mesmo em fevereiro. Entre as cachoeiras e os chapadões, a Caatinga dispensa abadás e convida a todos para curtirem outro tipo de festa, a dos sentidos.

 

Parque Estadual da Pedra Branca (RJ)

O desfile de cores dispensa carros alegóricos no Parque Estadual da Pedra Branca. Foto: Andreza Soares de Siqueira

O desfile de cores dispensa carros alegóricos no Parque Estadual da Pedra Branca. Foto: Andreza Soares de Siqueira

O carnaval do Rio de Janeiro é sinônimo de samba, bloco e Sapucaí. Nem todo carioca, entretanto, nasceu com samba no pé. Para os que preferem colocar o pé na trilha e não na Avenida, uma boa solução é o Parque Estadual da Pedra Branca. A área é considerada a maior floresta urbana do mundo, está ao alcance de uma viagem de ônibus na cidade. Dentro dos 12.500 hectares de Mata Atlântica é possível fazer trilhas, tomar banho de cachoeira ou simplesmente aproveitar a quietude da natureza.

 

Parque Nacional do Catimbau (PE)

A paisagem de milhões de anos convida os visitantes a desacelerar em pleno carnaval. Parque Nacional do Catimbau. Foto: Bruno Vinícius

A paisagem de milhões de anos convida os visitantes a desacelerar em pleno carnaval. Parque Nacional do Catimbau. Foto: Bruno Vinícius

Na terra do frevo e dos bonecos de Olinda, as multidões colorem as ruas pernambucanas durante o Carnaval. A alternativa, está a aproximadamente 300 quilômetros de Recife: o Parque Nacional do Catimbau é uma boa opção para quem busca uma folga da folia. Com 62 mil hectares, o parque oferece paisagens como a do Vale do Catimbau, marcada por formações rochosas esculpidas pelo tempo. Rodeado por um cenário pré-histórico, o visitante é convidado a desacelerar.

Parque Nacional da Serra do Cipó (MG)

Os rios do Parque Nacional da Serra do Cipó são uma boa opção para quem quer sossego. Foto: Guilherme Haruo

Os rios do Parque Nacional da Serra do Cipó são uma boa opção para quem quer sossego. Foto: Guilherme Haruo

Em Minas Gerais, o ritmo de festa enche as ruas e ladeiras das suas cidades históricas, como Diamantina e Ouro Preto. Muitos mineiros, entretanto, gostam mesmo é de sossego. O Parque Nacional da Serra do Cipó está localizado a cerca de 200 quilômetros tanto de Diamantina, ao norte, quanto de Ouro Preto, ao sul. Conhecido por suas montanhas, cachoeiras e rios, o parque oferece um roteiro perfeito para quem está atrás de um pouco de tranquilidade. Longe do agito das repúblicas em ritmo carnavalesco, nada como um mergulho num poço natural para aproveitar o feriado.

Parque Nacional de São Joaquim (SC)

Diante da imensidão do Cânion Laranjeiras é fácil esquecer que é carnaval. Parque Nacional de São Joaquim. Foto: Dario Lins

Diante da imensidão do Cânion Laranjeiras é fácil esquecer que é carnaval. Parque Nacional de São Joaquim. Foto: Dario Lins

Época de carnaval no litoral catarinense é sinônimo de alta temporada: muita festa e muita gente na rua. É possível trocar a praia por um pouco de sossego no Parque Nacional de São Joaquim. De Florianópolis até o parque são menos de 200 quilômetros. Uma pequena viagem que vale a pena se o objetivo é contemplação e quietude. Os quase 50 mil hectares do parque garantem que sua companhia mais numerosa será a fauna e flora da Mata Atlântica. Entre cânions e montanhas a sensação de estar longe de tudo é inevitável, e um presente para os querem fugir das multidões.

Parque Estadual da Serra do Mar (SP)

As belezas do Parque Estadual da Serra do Mar. Foto: Fabíola Ortiz

As belezas do Parque Estadual da Serra do Mar. Foto: Fabíola Ortiz

A cidade de São Paulo pode não ser reconhecida como um dos destinos badalados de carnaval. O feriado prolongado, entretanto, já é uma desculpa boa o suficiente para escapar da rotina da metrópole. Uma das melhores opções é o Parque Estadual da Serra do Mar. O parque é o maior corredor ecológico de Mata Atlântica do Brasil e engloba mais de vinte municípios, sendo dez núcleos administrativos. De uma ponta a outra não faltam atrativos. Praias, cachoeiras, trilhas, rios, montanhas e mirantes estão no roteiro do visitante que quiser se desligar das festividades carnavalescas e aproveitar de forma diferente o feriado.